quarta-feira, 29 de junho de 2011

PostHeaderIcon É canja, é canja, é canja de galinha!

Olá amigas, tudo bem?Como estão de semana?


Aqui estamos em ritmo de festa! Sábado teremos uma festa junina em comemoração ao aniversário da minha irmã e estamos fazendo a lista do que terá na festa, comprando bandeirinhas, bolas, roupa de caipira pra afilhada e eu tb estou querendo de vestir a caráter. Minha irmã acha que é pagação de mico, mas eu to animadona com isso, mas é tão difícil de achar roupa de caipira para adulto. Caso não encontre,vou colocar uma blusa xadrez e vou que vou pra festa toda animada. Postarei tudo aqui para vocês verem.


Antes de falar sobre a receitinha de canja de galinha quero agradecer a dica do almoço de domingo que eu pedi aqui no post. Bem, acabou que meus pais chegaram bem cedinho, 8 horas da manha e eu ainda estava no 5º sono rsrsrsrs e mamãe resolveu assumir a cozinha, maaaaas pra ficar bem claro, eu dei uma boa ajuda. Fizemos bifé a parmegiana com salada de batata, cenoura, milho e ovo, um feijão carioquinha caprichado da mamãe com aquelas carnes dentro, uma loucura e pudim que eu fiz. Pena que não pude tirar foto para vocês verem,mas fiquei muito feliz por vocês terem me dado as dicas e adorei todas! Vocês são demais!!!


Outa coisa: Vi que muitas pessoas não conheciam o biscoito 7 capas que eu postei aqui no post anterior e eu posso dizer amigas que é demais.Ele tem em versão doce e salgada. Eu comprei só a doce, pois achei a salgada meio sem gosto, a doce é um espetáculo, vou ver se compro mais, minha mãe adorou e em casa de biscoito parece que vende, não só em feiras não. Vou ver se acho algo legal sobre esse biscoito na internet e passo pra vocês.


Ok, receita agora, falei demais.


A receita de hoje é de canja de galinha, uma delícia que minha mãe sempre faz e nessa época do ano, sempre tem e até mesmo no calor, somos fãs de sopas, caldos, cremes e não importa a época do ano, sempre tem uma sopinha aqui.


Receita...






Ingredientes


- Alho
- Cebola
- Colorau
- Peito de frango
- Sal
- Arroz cozido
- hortelã
- Cenoura
- Batata


Modo de fazer:


Doure a cebola com o alho, junte o frango, cenoura, batata, agua e sal. Acrescente o arroz e deixe cozinhar. Depois de cozido, coloque as folhas de hortelã. Pronto, delicia, rápido um sucesso para aquecer esses dias de frio.


Vou visitar suas cozinhas amigas!!!


Bjs


Andreia Braga
domingo, 26 de junho de 2011

PostHeaderIcon Feira de São Cristovao

Meninas, tudo bem?


Nesta sexta feira, fui com meu amor e sua irmã Larissa a Feira Nordestina de São Cristovão aqui no Rio. Essa feira é super conhecida por ser só de tradição nordestina, com muitas barracas, comidas típicas e nessa época de São João a festa é garantida.


Eu nunca tinha ido, e adorei tudo que vi lá. Um lugar muito organizado, limpo, com restaurantes ótimos, várias lembraçinhas para se comprar, uma delicia. Pena que não fui pro almoço, so tomei um sorvetinho e tal, mas pretendo voltar para almoçar, só nao sei vou ter coragem de comer aquelas comidas pesadas né, mas eu vi que lá tem batata frita...hauahauahauahaua!!!


Olha um pouco da história da Feira...



Tudo começou em 1945, quando os caminhões pau-de-arara vindos de vários estados do Nordeste, chegavam ao Campo de São Cristóvão trazendo retirantes nordestinos para trabalhar na construção civil, onde já tinham vaga garantida.

O encontro dos recém-chegados com parentes e outros conterrâneos era animado com música e comida nordestinas, dando origem à Feira de São Cristóvão. Durante 58 anos, a tradicional Feira permaneceu no Campo de São Cristóvão, debaixo das árvores. Em 2003, as barracas foram transferidas para dentro do antigo Pavilhão, que foi reformado pela Prefeitura do Rio e transformado no Centro Municipal Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas. Hoje, a Feira de São Cristóvão tem boa infra-estrutura de limpeza e segurança, com banheiros públicos e estacionamento.

São cerca de 700 barracas fixas, que oferecem as várias modalidades da cultura nordestina: culinária, artesanato, trios e bandas de forró, dança, cantores e poetas populares, repente e literatura de cordel.
As ruas internas receberam nomes dos noves estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe). Foram batizados com nomes de artistas, personalidades e cidades da região os palcos João do ValeJackson do Pandeiro e Pinto Monteiro e as praças Padre CíceroFrei DamiãoMestre VitalinoCâmara Cascudo e Catolé do Rocha.
Hoje, a Feira é um sucesso que atrai cerca de 250 mil visitantes por mês, em um ambiente de sociabilidade, integração e aproximação de pessoas de várias camadas sociais, que se encontram para compartilhar o mesmo gosto pela cultura nordestina.

De terça a quinta-feira, os restaurantes abrem para almoço. A partir de 10h de sexta-feira até 22h de domingo, todas as barracas funcionam, ininterruptamente, animadas por trios e bandas de forró e shows de repentistas e cordelistas.

Comidas: Baião de Dois; Pato no Tucupi; Acarajé II; Carne de Sol com Baião de Dois; Xinxim de Galinha II; Acaçá; Jabá com Jerimum, Acarajé; Bacalhau à Moda Baiana; Bobó de Camarão; Bucho à Moda Baiana; Casquinha de Siri I; Casquinha de Siri II; Ensopado de Camarão e Coco; Filés de Carne Seca à Moda Baiana; Quibebe; Moqueca de Lagosta; Moqueca de Peixe; Risoto de Coco; Risoto de Coco e Camarão; Risoto com Carne-de-Sol; Sarapatel; Carne de Sol com Macaxeira, Vatapá; Vatapá Maranhense; Xinxim de Galinha.

Agora as fotinhos...













                                          Minha cunhada Larissa e eu

                                  Essas mesinhas ficam expostas na porta
                                  dos restaurantes...

                                          Olha esse burrinho lindo. Amei.

                                  Olha isso: eu e meu amor...hauahauaha!

                                  Nós e o anfitrião, Luiz Gonzaga!


                                                             Entrada




                                  Rapadura, bolo de aipim e bolo de
                                  pumba de mandioca. 

                                  Biscoito 7 capas. Delicioso. Amei!

Então amigas, queria dividir isso com vocês, caso algum dia vocês vierem ao Rio, visite a Feira, é uma delicia e pra gente que ama comida, vai ser um prato cheio realmente.

Para maiores informações: Feira de São Cristovão

sexta-feira, 24 de junho de 2011

PostHeaderIcon O que fazer num almoço de domingo?

Olá amigas, tudo bem??


Preciso de uma ajuda de vocês...


Como eu comentei no post anterior, meus pais viajaram e eles me deixaram encubida de fazer o almoço de domingo para eles mais algumas pessoas que estão voltando da viagem.. blz pensei, ja pensei na sobremesa, mas no almoço???? Creedo, o que fazer? 


Minha mãe sugeriu carne assada, eu não quero!!!! Quero algo bem gostoso, fácil, prático e que não seja uma carne assada....!!!! 


Então... resolvi fazer esse post pedindo a ajuda de vocês amigas queridas, que tanto ja me ajudaram aqui e que são cozinheiras de mãos cheias...o que fazer????


Sobremesa: Pensie no Pudim, pq meu pai ama e ele não gosta dessas invenções, gosta do tradicional e estava pensando em fazer em forminhas de empada e depois desenformar...


Arroz claro (não de forno, normal), feijao com alguma coisinhas dentro, pensei em fazer uma massa, sei la, aquele tipo gravatinha com um molho gostoso e tal, ou pensei em um nhoque...ai que dúvida. E carne?Assada não, almondega? Panqueca de carne moida? Bife a role??


ALGUEM ME AJUDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!


To precisando muuuuuuuuuuito...


Bjs amigas e muuuuito obrigada!!!!



quinta-feira, 23 de junho de 2011

PostHeaderIcon Comida da Amazônia: Tacacá

Olá queridas, tudo bem? Bom feriado para todas!! 4 dias em casa para descansar, que beleza! Esse feriado nao quis viajar, estava precisando ficar em casa sem sair, só descansando, dormir até mais tarde, ver a novela O Clone..hehehehehehe!!! Mas mamãe e papai foram e fiquei, já estou sentindo saudades, hehehe mas domingo chega logo. O tempo aqui no Rio está tão feio, chuvoso, friozinho...!!!! Tomara que eles aproveitem!!


Bem, acordei ainda pouco e já quis vir logo postar algo aqui pra vocês e vendo Ana Maria Braga, ela estava passando uma matéria sobre a Amazônia, e mostrou ua comidinha típica de lá o tacacá e eu fiquei ate com água na boca, pois já comi tacacá um tempo atrás, em Belém, terra natal da minha mãe e que fui conhecer alguns anos. Eu lembro perfeitamente do gosto dessa comida apesar de ser bem pequena , pois acredito que por ser uma comida deferente, forte, marcou minha vida e meu paladar, então tive a idéia de postar uma receita aqui para vocês, caso alguém não conheça.


Uma breve história do tacacá...



Tacacá é uma iguaria da região amazônica brasileira, em particular do ParáAcreAmazonasRondônia e Amapá. É preparado com um caldo fino e bem temperado geralmente com sal, cebola, alho, coentro do norte, coentro e cebolinha, de cor amarelada, chamado tucupi, sobre o qual se coloca goma de tapioca, também conhecida como polvilhocamarão seco ejambu. Serve-se muito quente, temperado com pimenta, em cuias. O tucupi e a tapioca (da qual se prepara a goma), são resultados da massa ralada da mandioca que, depois de prensada para fazer farinha, resulta num líquido leitoso-amarelado. Após deixado em repouso, a tapioca fica depositada no fundo do recipiente e o tucupi na sua parte superior.
Sua origem é dos indígenas paraenses e, segundo Câmara Cascudo, deriva de um tipo de sopa indígena denominada mani poi. Câmara Cascudo diz que “Esse mani poí fez nascer os atuais tacacá, com caldo de peixe ou carne, alho, pimenta, sal, às vezes camarões secos.”.

Receitinha...


Ingredientes:
  • 2 litros de tucupí
  • 4 dentes de alho
  • 1 colher (chá) de sal
  • 4 pimentas de cheiro
  • 2 maços de jambu
  • 1/2 kg de camarão salgado (seco)
  • 1/2 xícara (chá) de goma de mandioca
  • Pimenta de cheiro
  • Modo de Fazer:


  • Coloque em uma panela o tucupí, tempere com alho, chicória, alfavaca e sal.

  • Leve ao fogo e deixe levantar a fervura.

  • A seguir baixe o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por 30 minutos.

  • Cozinhe o jambu em água quente, deixe cozinhar até os talos ficarem macios, retire e escorra.

  • Reserve.

  • Retire a cabeça do camarão e deixe de molho em uma vasilha com água para retirar o sal.

  • Ferva 4 xicaras (chá) de água com sal à gosto, dissolva a goma em uma vasilha com água fria.

  • Acressente ao poucos na água fervendo, até ficar um mingau grosso, ou, ao ponto de sua preferência.

  • Sirva em uma cuia nesta sequência: duas colher de sopa de tucupí, uma concha de goma, uma concha de tucupí, algumas folhas de jambú e 5 camarões, sal e pimenta à gosto.

  • Na falta da goma de mandioca pode ser usada o povilho azedo.


  • Dica
    • Tucupi é um molho de cor amarela extraído da raiz da mandioca brava, que é descascada, ralada e espremida (tradicionalmente usando-se um tipiti).
    • Depois de extraído, o molho "descansa" para que o amido (goma) se separe do líqüido (tucupi).
    • Inicialmente venenoso devido à presença do ácido cianídrico, o líqüido é cozido (processo que elimina o veneno), por horas, podendo, então, ser usado como molho na culinária.

    Então amigas é isso aí, que vontade de comer, é muito gostoso. Espero que vocês gostem!


    Bjs e bom feriado.

    Andreia Braga
    terça-feira, 21 de junho de 2011

    PostHeaderIcon Ingrediente de Junho: Azeite de Dende.

    Oie amigas! Mês de junho e vamos falar de mais um ingrediente muito usado por todas nós e bem brasileiro: Azeite de dende. Vamos lá!



    O azeite-de-dendê é extraído da polpa do fruto da palmeira do dendê, originária do centro da África e que foi introduzida, adaptada e naturalizada em todas as regiões tropicais do globo. No Brasil, as primeiras sementes do dendezeiro foram trazidas há mais de três séculos, pelos antigos escravos africanos. 

    Atualmente, as maiores plantações de dendê estão concentradas no Pará, no Amazonas, no Amapá, em Minas e na Bahia.

    Com sabor doce, aroma forte, consistência densa o azeite-de-dendê  é rico em provitaminas.

    Como ingrediente da culinária baiana, o azeite-de-dendê foi empregado com sabedoria ancestral, de origem sagrada, nascida nos candomblés da África negra. Até os dias atuais, este elemento tem sido parte fundamental na elaboração dos principais pratos da cozinha baiana.

    É, no entanto, nos efeitos para a saúde do homem que os defensores do dendê encontram seus principais argumentos. Enquanto a extração e refino do óleo de palma são feitos de forma física (natural), os da soja, por exemplo, dão-se por meios químicos. Para produzir gorduras sólidas, a soja requer hidrogenação do óleo de modo artificial, o que acaba resultando num produto semelhante ao de origem animal.
     
    Agora, algumas receitinhas....

                                                 Frango com azeite de dende


    Ingredientes:

    .1 frango de 1,5 Kg.
    .2 colheres (sopa) de suco de limão
    .1 dente de alho picado
    .1 pitada de páprica
    .1 pitada de cominho
    .1 pitada de pimenta-do-reino
    .1 xícara (chá) de leite de coco
    .3 tomates em pedaços
    .2 cebolas em pedaços
    .1/4 de xícara (chá) de azeite-de-dendê
    .1 maço pequeno de coentro
    .sal a gosto

    Modo de preparo:

    Tempere o frango com o suco de limão, o alho picado, o sal, a páprica, o cominho e a pimenta-do-reino. Ponha em uma assadeira e asse no forno médio preaquecido até a carne ficar macia. Retire do forno, desfie o frango e reserve. Ponha no liquidificador o tomate e a cebola em pedaços. Bata até formar um molho e reserve. Em uma panela, aqueça bem o azeite-de-dendê em fogo médio. Acrescente o tomate e a cebola batidos e refogue por 2 minutos. Junte o frango desfiado e o leite de coco e misture bem. Ponha o maço de coentro amarrado para perfumar o prato. Abaixe o fogo e tampe a panela. Cozinhe por 5 minutos, retire o maço de coentro e sirva imediatamente.
    Dica:
    Se desejar um sabor mais marcante sirva polvilhado com coentro picado.

    Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/culinaria/receitas/frango-azeite-de-dende-482965.shtml


                                              Bobo de Camarão




    Ingredientes:
    750 gr de camarão rosa
    750 gr de mandioca em pedaços médios
    1/2 unidade(s) de pimentão vermelho picado(s)
    1/2 unidade(s) de pimentão verde picado(s)
    3 unidade(s) de tomate sem pele(s), sem sementes
    1 unidade(s) de cebola picada(s)
    2 dente(s) de alho picado(s)
    1/2 xícara(s) (chá) de azeite de dendê
    50 ml de azeite de oliva
    100 ml de leite de coco
    1 litro(s) de água
    1 unidade(s) de limão
    quanto baste de coentro
    quanto baste de pimenta de cheiro
    quanto baste de sal

    Modo de fazer:





    Descasque os camarões, afervente as cabeças e as cascas em um litro de água salgada. Coe a água e reserve.
    Retire o fio central da mandioca e, em seguida, cozinhe na água reservada e processe (bata em liquidificador ou processador) ainda quente. Reserve este creme. Salteie os camarões (temperados com sal e limão) no azeite de oliva e alho picado Reserve.
    Na mesma panela (com o resíduo de azeite e alho), adicione os pimentões, depois a cebola picada e por último o tomate sem pele Depois refogue. Acrescente o creme da mandioca, deixe ferver por mais ou menos sete minutos. Acerte o sal e finalize com os camarões salteados, o azeite-de-dendê, o leite de coco, a pimenta e o coentro. 


    Fonte: Cyber Cook


                                                 
                                                   Bacalhau à 500 anos

     Ingredientes:

    3 colher(es) (sopa) de azeite de dendê
    1 1/2 kg de bacalhau fresco
    5 colher(es) (sopa) de azeite
    2 unidade(s) de cebola em fatias
    5 dente(s) de alho picado(s)
    1/2 caixinha(s) de Polpa de tomate
    1 vidro(s) de leite de coco
    quanto baste de coentro
    quanto baste de azeitona preta
    quanto baste de pimenta-do-reino branca

    Acompanhamento
    11 kg de mandioca cozida(s)
    2 colher(es) (sopa) de manteiga 
    2 unidade(s) de ovo
    2 xícara(s) (chá) de leite
    quanto baste de sal



    Modo de fazer Acompanhamento

    Dessalgue o bacalhau deixando de molho por 48 horas, na geladeira, trocando a água umas quatro vezes nesse período. Afervente ligeiramente, se necessário. Tire a pele e os espinhos.

    Numa panela de bom tamanho, coloque o azeite e leve ao fogo. Deixe aquecer o azeite e junte o alho e a cebola.
    Quando esta estiver transparente, junte o bacalhau e deixe refogar por uns 4 minutos. Acrescente o molho de tomate
    Deixe ferver por 3 ou 4 minutos, acrescente o leite de coco, deixando cozinhar por 5 ou 6 minutos. Junte as azeitonas e o coentro. Prove e tempere com mais sal, se for preciso e pimenta. Junte o dendê, mexa. Feche a tampa e desligue o fogo. Reserve.

    Prepare o purê. Limpe a mandioca, tirando todos as fibras duras do seu interior. Junte o leite, a manteiga e a mandioca numa panela. Deixe ferver. Coloque no liquidificador . Junte os ovos e bata até que se transforme num creme homogêneo.
    Leve à panela e leve ao fogo para dar ponto de purê, mexendo sempre. Tire do fogo quando começar a soltar do fundo da panela

    Montagem:
    Forre um refratário com o purê de mandioca
    Espalhe por cima o molho de bacalhau.
    Leve ao forno por 15 a 20 minutos, até que comece a ferver. Sirva com arroz branco. 



    É isso aí amigas, adoro azeite de dende!!!


    Bjs


    Andreia Braga
     
     

                                             









     

    domingo, 19 de junho de 2011

    PostHeaderIcon Maça do amor!

    Oie amigas, tudo bem? Como foram de final de semana? O meu graças a Deus foi tranquilo, mas descansar que é bom nada, aff!! Já vai começar a semana e eu ainda estou cansada, mas tudo bem, estou adorando meu trabalho novo, mesmo estando mais cansada que o habitual, tenho que agradecer a Deus por mais essa benção na minha vida.


    Bem, a receita de hoje é de maça do amor e eu sou absolutamente louca por essa iguaria, amo mesmo, mas nao tenho coragem de me atrever a faze-la,porque sei que é muuuuuito dificil, tem o tal do pulo do gato, cheio de nove horas, e é tão dificil ver uma maça do amor realmente gostosa, sem aqueles furinhos, aff. E como é época de festas juninas e eu saio a caça delas, resolvi colocar a receita pra vocês. Alguma de vocês já fizeram??? Tem segredo?? Quem já fez, me conta?






    Ingredientes:





    • 12 maçãs
    • 12 palitos de sorvete
    • 1 xícara (chá) de água
    • 4 xícaras (chá) de açúcar
    • 1 xícara (chá) de glucose de milho
    • 2 colheres (chá) de vinagre branco ou suco de limão
    • 1 colher (chá) de corante vermelho para alimentos
    • Óleo para untar
    Modo de fazer:

    Lave as maçãs, retire o cabo e enxugue-as. Introduza o palito de sorvete no lugar do cabinho e reserve. Em uma panela, coloque a água, o açúcar, a glucose de milho e o vinagre e leve ao fogo até dissolver completamente. Não mexa mais. Deixe ferver até a calda formar fios quebradiços. Misture o corante vermelho. Retire a panela do fogo e coloque rapidamente num recipiente com água fria para interromper a fervura. Segurando cada maçã pelo palito, passe-a na calda e coloque numa assadeira untada. Espere secar para servir


    É ou não é uma delicia amigas??? Vocês conhecem uma outra versão dessa maça, que é com chocolate? olha aí:




    O lance dessas maças com chocolate pelo que eu li na internet é basicamente derreter o chocolate em barra e passar as maças. Ai ai...


    Qual vocês preferem? Sem contar, que pode fazer essa variação com os já conhecidos, morangos, bananas, mangas, uva.... é ou não é uma tentação amiguinhas?


    Bjs em todas e boa semana!


    Andreia Braga

    sábado, 18 de junho de 2011

    PostHeaderIcon Bombom de colher de banana

    Oie amigas, tudo bem???


    Sumidinha básica né? Faz parte...rsrsrsr.


    Bem, eu ja fiz essa receita uma outra vez, algumas semanas atrás e até comentei aqui no blog que não deu tempo de tirar foto porque comeram tudo antes de pegar a máquina.


    É uma receita bem simples, saborosa demais e tem a banana que é uma delicia a parte, que amo adoro tudo que leva banana, principalmente doces, claro. Vamos a receita, com passo a passo pra vocês...


    Ingredientes:


    2 xícaras de chá de banana em rodelas grossas 
    1 colher de sopa rasa de manteiga para untar
    2 colheres de sopa de açucar 
    1colher de chá de canela em pó
    1 lata de leite condensado
    1 colher de sopa de amido de milho
    1 lata de creme de leite
    1/2 xícara de cha de leite
    100 g de chocolate meio amargo picado e derretido.


    Modo de fazer:


    Doure as rodelas de banana dos 2 lados em uma frigideira untada com a manteiga. Polvilhe o açucar e cozinhe até caramelizar.  Em um recipiente escolhido, coloque a bana, polvilhe a canela e reserve.




    Misture o leite condensado com o amido de milho, o creme de leite e o leite. Cozinhe, mexendo sempre, até engrossar. Despeje sobre a bana e reserve até resfriar.




    Cubra com o chocolate derretido e leve geladeira  Sirva gelado.






    Por dentro...




    Amigas, vocês podem fazer porque é uma delicia, não é tão docem, você vai repetir várias vezes. Amei essa receita.


    Bjs queridas, bom sábado, bom domingo.


    Até a próxima.


    Bjs



    terça-feira, 14 de junho de 2011

    PostHeaderIcon Kit da Sazón e Sopinha de Feijão

    Olá amigas, tudo bem? Eita friiiiiioooo.

    Bem, antes de mais nada quero mostrar pra vocês o meu kit lindo que eu recebi do blog da Josy, o Cozinhando com Josy  e eu fiquei muito feliz quando vi que tinha sido a grande vencedora e mais feliz ainda quando chegou. Ha muito tempo estava babando nesse kit, olha só...




    Linda né?? Ai ai....altas comidinhas virão aí. Josy amiga, muito obrigada por presentear suas amigas/seguidoras com esse belíssimo presente. Obrigada mesmo.

    Bom,o post de hoje é sobre uma sopinha maravilhosa de feijão. Eu não gosto de feijão,passo longe mesmo dele, mas nao resisto a uma sopinha ou caldinho de feijão e nesse tempinho frio, como cai bem. Olha só.



    Ingredientes:

    3 xícara(s) (chá) de feijão carioquinha cozido(s)
    1 unidade(s) de batata em cubos pequenos
    3 xícara(s) (chá) de água
    2 unidade(s) de tomate sem pele(s), sem sementes
    1 xícara(s) (chá) de macarrão padre nosso
    quanto baste de sal
    quanto baste de pimenta-do-reino branca


    Modo de fazer:


    Bata o feijão, a água e o tomate picado no liquidificador . Coloque o feijão batido e a batata em uma panela e cozinhe, até amaciar a batata. Se ficar muito grosso, acrescente mais água. Prove e acerte o sal, se necessário.
    Acrescente o macarrão, na panela fervente, e cozinhe pelo tempo indicado, na embalagem, pelo fabricante. Salpique com pimenta-do-reino a gosto, e sirva.



    Essa receita não é original minha e sim do Cyber Cook .


    Amigas, obrigada por tudo e ate a proxima.


    Bjs



    sábado, 11 de junho de 2011

    PostHeaderIcon Informe: 12 alimentos que combatem a depressão

    Oie amigas!!!! Tudo bem??? 

    Estava lendo uma matéria super interessante sobre alimentos que combatem a depressão e resolvi compartilhar com vocês, porque nunca sabemos o dia de amanha né, a depressão pode abater qualquer pessoa, de qualquer idade. Acho muito válido passar essa informação pra vocês.


    A depressão é um transtorno mental bastante comum atualmente. Segundo o Ministério da saúde, estima-se que, na América Latina, 24 milhões de pessoas sofram com a doença. Num episódio depressivo a pessoa pode se sentir sem energia, com o humor afetado, sem interesse e sem vontade de fazer tarefas comuns da sua rotina, além dos sintomas físicos como dor de cabeça e dor de estômago. Segundo o nutrólogo Roberto Navarro, nosso cérebro produz substâncias chamadas de neurotransmissores que controlam inúmeras funções cerebrais. Um destes neurotransmissores, a serotonina, é capaz de dar ao cérebro sensação de bem-estar, regulando nosso humor e também dando sensação de "saciedade".

    A alimentação pode ajudar a produzir mais serotonina, aumentando o bom humor e ajudando no combate da depressão, entretanto, vale lembrar que ela não substitui o tratamento da doença, com a intervenção medicamentosa e terapia. "Para a produção cerebral da serotonina há necessidade de "matérias primas" (chamadas de cofatores) fundamentais para sua síntese, como exemplos: triptofano (aminoácido), magnésio, cálcio (minerais), vitamina B6, ácido fólico (vitaminas)", ressalta Navarro. A seguir, conheça alguns alimentos que melhorar o seu humor e são excelentes coadjuvantes para dar uma "forcinha" no combate da doença.

    Castanha- do-pára


    Castanha-do-pará, nozes e amêndoas: elas são ricas em selênio, um poderoso agente antioxidante. Segundo a nutricionista Abykeyla Tosatti, elas colaboram para a melhoria dos sintomas de depressão, auxiliando na redução do estresse. As quantidades diárias recomendadas são duas a três unidades de castanha-do-pará ou cinco unidades de nozes ou 10 a 12 unidades de amêndoas. Mas também dá para fazer um mix saboroso dessas oleaginosas.

    Leite

     
    Leite e iogurte desnatado: eles são ótimas fontes de cálcio, mineral que elimina a tensão e depressão. "O cálcio ajuda a reduzir e controlar o nervosismo e a irritabilidade. Ele participa também das contrações musculares, dos batimentos cardíacos e da transmissão de impulsos nervosos e regulariza a pressão arterial", explica a nutricionista Abykeyla Tosatti. É recomendado o consumo de 2 a 3 porções por dia.


    Melancia

    Frutas: Melancia, abacate, mamão, banana, tangerina e limão são conhecidos como agentes do bom humor. "Todas estas frutas são ricas em triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina", explica a nutricionista Abykeyla Tosatti. É recomendado o consumo de três a cinco porções de frutas todos os dias.


    Laranja e Maça


     Laranja e maçã: elas ganham destaque porque fornecem ácido fólico, cujo consumo está associado a menor prevalência de sintomas depressivos. Além disso, por ser rica em vitamina C, a laranja promove o melhor funcionamento do sistema nervoso, garante energia, ajuda a combater o estresse e previne a fadiga.


    Banana e Abacate

    Banana e abacate: a banana é rica em carboidrato (hidratos de carbono), potássio e magnésio. Também é fonte de vitamina B6, que produz energia. "A fruta diminui a ansiedade e ajuda a ter um sono tranquilo", explica Abykeyla. Tão bom quanto, o abacate é outra ótima opção, e antes de dormir. Consuma duas colheres de chá da fruta pura (sem açúcar ou adoçante) todos os dias antes de se deitar.

    Mel




    Mel: esse alimento estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Para usufruir dos benefícios, duas colheres de sobremesa, ao dia, são suficientes.

    Ovos
    Ovos: "Eles são uma boa fonte de tiamina e a niacina (vitaminas do complexo B), que colaboram com o bom humor", aponta Abykeyla Tosatti. O recomendado é uma unidade por dia, no máximo. Quem tem colesterol alto deve se preocupar com o consumo em excesso, e evitar, principalmente a versão frita.

     Carnes magras e peixes

    Carnes magras e peixes: "O triptofano, presentes nestas fontes de proteína, ajuda no combate da depressão e melhora o humor, pois aumenta a produção de serotonina, que exerce grande influência no estado de humor, pois é capaz de reduzir a sensação de dor, diminuir o apetite, relaxar, criar a sensação de prazer e bem-estar e até induzir e melhorar o sono", enfatiza a nutricionista Abykeyla Tosatti. Ela recomenda entre uma e duas porções por dia, principalmente de peixes como atum e salmão.

    Carboidratos

     
    Carboidratos complexos: eles ajudam o organismo a absorver triptofano e estimulam a produção do neurotransmissor serotonina, que ajuda a reduzir as sensações de depressão. "Uma alimentação pobre em carboidratos, por vários dias, pode levar a alterações de humor e depressão. Alimentos fontes de carboidratos: pães, cereais integrais (trigo, arroz)", explica a especialista Abykeyla Tosatti. A recomendação é de 6 a 9 porções diárias.

    Aveia e centeio

    Aveia e centeio: os dois são ricos em vitaminas do complexo B e vitamina E. "Estes nutrientes possuem grande importância, pois, melhoram o funcionamento do intestino, combatem a ansiedade e a depressão", diz a nutricionista Abykeyla Tosatti. A recomendação é de, pelo menos, três colheres de sopa cheia por dia.


    Folhas verdes
    Folhas verdes: estudos mostram que uma alimentação com consumo elevado de folato (importante vitamina do complexo B) está associada a menor prevalência de sintomas depressivos. Um dos alimentos ricos em folato são as hortaliças folhosas verde-escuras (espinafre, brócolis, alface). "Algumas pesquisas mostram que indivíduos deprimidos podem apresentar baixos níveis de vitamina B12, levando a diminuição do folato e o desequilíbrio do metabolismo dos neurotransmissores do cérebro associados ao controle do humor", adverte a especialista Abykeyla Tosatti. O recomendado é a ingestão diária de três a cinco porções por dia.

    Soja

    Soja: ela é rica em magnésio que é o segundo mineral mais abundante no nosso organismo e desempenha um papel fundamental na energia das células. Sua deficiência pode resultar em falta de energia. "O magnésio ajuda a reduzir a fadiga e aumentar os níveis de energia. Esse mineral combate o estresse porque tem propriedades tranquilizantes naturais, principalmente quando combinadas com cálcio", explica a nutricionista Abykeyla Tosatti.

    Fonte: http://yahoo.minhavida.com.br/conteudo/13084-12-alimentos-para-combater-a-depressao.htm?ordem=12

    Amigas então é isso,post gradinho, mas acho que é uma informação muito importantes pra todas nós!!!!



    Bjs